sábado, 6 de setembro de 2008

Que sentido da vida?

Como vive a nossa sociedade a vida? Andamos como loucos á procura de algo que não sabemos bem o quê, a tentar satisfazermo-nos com bens materiais o prazeres mundanos. Vivemos "stressados" com o trabalho e com e vida e não paramos, não temos tempo para pensar, não sabemos o que andamos aqui a fazer, apenas fazemos sem questionar. É claro que não podemos escolher tudo o que fazemos, mas a nossa sociedade actual vivo sem interioridade, vive sem pensamento, como marionetas coordenadas pelos poderes superiores, sem um sentido para a vida.

Para muitos, a vida só tem sentido se for sempre em festa, para outros apenas interessa ter tudo, ter dinheiro, ter uma grande casa, e nem um marido interessa, apenas interessa ter uma pessoa que nem conhecemos inteiramente, que apenas nos satisfaz e que não nos tora mais pessoas. Isto porque a nossa sociedade é egoísta e só pensa em como satisfazer as suas necessidades pessoais, sem pensar nos outros, sem pensar que existem outros.

A procura de um sentido para a vida é como um objectivo, uma esperança que nos faz continuar a viver todos os dias, que nos faz continuar a caminha.

Para mim a procura de um sentido para a vida é algo que a cada dia se vai construindo, com a convivência com os outros e principalmente com aquelas pessoas que nos fazem realizar a nós próprios e ás quais fazemos com que se realizem pessoalmente. A procura de um sentido num ser superior e sobrenatural passa muito pela fé, pois precisamos de acreditar, não temos certezas absolutas de que existe um Deus, mas acreditamos, e Ele dá-nos razões para continuar, porque sentimos a presença Dele na nossa vida, na convivência com as tais pessoas que amamos. O que falta e muitas pessoas na nossa sociedade é a fé, o acreditar em algo superior, o tentar obter respostas do caminho a seguir e se toda a sociedade pensasse assim não haveria tanto egoísmo, tantos divórcios, tanta correria no mundo.

E assim, continuamos todos os dias á procura de um sentido, uma razão para continuarmos a viver…




1 comentário:

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...